Avaliação Institucional

O que é a Comissão Própria de Avaliação – CPA?

 

A CPA foi instituída pela LEI Nº 10.861, DE 14 DE ABRIL DE 2004 com as atribuições de condução dos processos de avaliação internos da instituição, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP, obedecidas as seguintes diretrizes: I – constituição por ato do dirigente máximo da instituição de ensino superior, ou por previsão no seu próprio estatuto ou regimento, assegurada a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada, e vedada à composição que privilegie a maioria absoluta de um dos segmentos; II – atuação autônoma em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição de educação superior.

Com o objetivo de coordenar e articular o processo interno de avaliação, bem como sistematizar e disponibilizar informações e dados, foi instituída pela Faculdade Pentágono uma comissão de Auto avaliação.

Composta por representantes de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada, ao final do Processo de auto avaliação, a C.P.A prestará contas de suas atividades aos órgãos colegiados superiores, apresentando relatórios, pareceres e, eventualmente, recomendações. Busca-se com isso resultados que visem a melhoria da qualidade acadêmica e o desenvolvimento institucional pela análise consciente das qualidades, problemas e desafios para o presente e futuro.

Todos os membros da comunidade – professores, estudantes, técnicos – administrativos, ex-alunos e outros grupos sociais relacionados estão chamados a se envolver nos processos avaliativos para a Integração, articulação e participação.

Além do objetivo principal que é oferecer os dados que o MEC considera determinantes para a fiscalização das Instituições de Ensino Superior vamos poder trabalhar os elementos obtidos em pesquisa e entrevistas para planejar os passos futuros. O que queremos, o que poderemos realizar e como nos organizaremos em termos de ações administrativas e educacionais.

A auto avaliação deve ser um processo cíclico, de reflexão e auto-consciência institucional. Criativo e renovador de análise e síntese das dimensões que definem a instituição. Um processo em que quem participa conquista direitos.

Apresentação da CPA

Com a finalidade de promover a qualidade da oferta educacional, a Faculdade Pentágono tem executado a Auto-avaliação Institucional, como um processo que envolve toda a comunidade acadêmica e no qual são considerados o ambiente externo (partindo do contexto no setor educacional, tendências, riscos e oportunidades para a organização) e o ambiente interno (incluindo a análise de todas as estruturas da oferta e da demanda). A determinação dos rumos da instituição em curto e médio prazo é balizada pelos resultados obtidos.

A Avaliação Institucional implementada pela Faculdade Pentágono tem como fundamentos a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394 de 20 de dezembro de 1996, as Diretrizes Curriculares de cada curso oferecido pela IES, o Decreto 3.860 e a Lei 10.861, de 14 de abril de 2004, que institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES, com o objetivo de assegurar o processo nacional de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de graduação e do desempenho acadêmico de seus estudantes.

Objetivos da avaliação institucional

Implementar o processo de Avaliação Institucional global, articulando as modalidades de auto-avaliação com as avaliações externas, respeitando os prazos estabelecidos na legislação.

Manter a comunidade acadêmica continuamente envolvida e alinhada a missão, objetivos e metas institucionais, tendo estes, como parâmetros no direcionamento das atividades desenvolvidas.

Consolidar as diferentes etapas de avaliação, gerando Planos Anuais de Ação Específicos, que nortearão as principais decisões e atividades institucionais, na busca do aprimoramento contínuo.

Sistematizar o ciclo de planejamento, acompanhamento e avaliação, visando a racionalização de esforços e recursos, na obtenção de resultados institucionais almejados.

Obter ano a ano visão clara e objetiva do poder de transformação institucional, assim como seus pontos mais frágeis.

Principais norteadores da avaliação institucional

A Instituição utilizará a Avaliação Institucional como mecanismo sistemático de compreensão da função pública da educação, com uma arquitetura democrática e social. A demonstração da real contribuição institucional na melhoria de sua comunidade possibilitará a percepção de seu poder transformador, bem como da busca coletiva no atingimento de sua missão. Dentre os princípios adotados na construção do Projeto de Avaliação Institucional, podemos destacar:

a ética,

a democracia,

a convivência com opiniões divergentes,

o trabalho coletivo e crítico participativo,

o mérito,

a equidade,

a pertinência e

a relevância social e comunitária.

Constituição da CPA

Em atendimento a Lei 10.861 de 14 de abril de 2004, que instituiu o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – Sinaes a instituição constituiu sua CPA, com aprovação no órgão colegiado máximo. A CPA terá atuação autônoma em relação a conselhos e demais órgãos colegiados existentes na instituição, cujas atribuições previstas em lei, serão as de condução dos processos de avaliação internos da instituição e de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP. A CPA da Faculdade Pentágono é composta com os seguintes membros:

 

Coordenador da comissão: Prof. Dr.Valderlei Furtado Leite

Representante do corpo docente: Prof. Ms. Claudinei Martins

Representante do corpo discente: Odelva Sandyele Felix

Representante do setor Administrativo: Juliana Cavallini

Representante da Comunidade Regional, sem vínculo empregatício ativo ou inativo com a Faculdade: Luiz Carlos Rossini

 

Dimensões da Avaliação Institucional

A síntese das dimensões a serem avaliadas é fruto de debate interno e revela as preocupações mais específicas em relação ao cotidiano acadêmico e as projeções de continuidade institucional. São elas:

 

Missão e PDI – identidade institucional com suas finalidades e objetivos essenciais. Existência dos documentos oficiais e sua aplicação no cotidiano institucional.

 

Políticas para o Ensino – Currículos e programas – Concepção de currículo, organização didático-pedagógica, objetivos, formação profissional e cidadã, adequação às demandas do mercado e da cidadania, interdisciplinaridade, flexibilidade curricular, inovações didático-pedagógicas, utilização de novas tecnologias de ensino e atendimento às demandas atuais da ciência e da vida econômica e social.

 

Responsabilidade Social – O valor educativo da extensão e de outras atividades comunitárias e sua integração com as demais atividades acadêmicas. Sua relação com a missão institucional e com o desenvolvimento regional. Suas relações com o setor público, com o setor produtivo e com o mercado de trabalho.Atividades de inclusão social e de valorização da cultura, arte e respeito ao meio ambiente.

 

Comunicação com a sociedade – Meios de comunicação utilizados. Qualidade da comunicação interna e externa.

 

Corpo Docente – Formação acadêmica e profissional, carreira docente e políticas de capacitação e desenvolvimento profissional. Desempenho geral profissional dos docentes.

 

Corpo de técnico-administrativos – Integração da equipe na comunidade acadêmica. Formação profissional e políticas de capacitação e desenvolvimento profissional, formas de admissão e progressão na carreira. Desempenho geral profissional dos funcionários técnico-administrativos.

 

Modelo de Gestão – A administração geral da Instituição e de seus principais setores. A qualidade dos serviços prestados, o clima organizacional, autonomia dos órgãos colegiados. Estilos de gestão e as estratégias de tomada de decisões. Divulgação de seus produtos e serviços.

 

Infra-estrutura – Análise da infra-estrutura da instituição, em função das atividades acadêmicas. As salas de aulas, os laboratórios, as bibliotecas, áreas de convivência. Políticas de manutenção e atualização.

 

Planejamento e Avaliação – Processos e Resultados da Avaliação Institucional – Existência de Projetos e Planos de Ação. O controle e o acompanhamento dos planejamentos e a efetividade de resultados. Compromisso com melhoria contínua e coerência e integração de planos.

 

Atendimento aos estudantes e egressos. Corpo discente. Políticas de acesso, seleção e permanência de alunos.Integração de alunos e sua participação efetiva na vida universitária. Dados sobre ingressantes, evasão/abandono, Favorecimento da autoformação do estudante. Desempenho geral dos discentes.

 

Sustentabilidade financeira – Orçamento – eficiência e eficácia na utilização dos recursos. Controle e acompanhamento. Atendimento aos compromissos.

 

Metodologia da Faculdade Pentágono

Os passos a serem desenvolvidos em todo o processo de Avaliação são oito:

 

Preparação

Aplicação dos instrumentos

Alimentação do sistema

Relatórios Numéricos

Análise e Relatórios

Comunicação

Meta-avaliação

Planos de Ação

Preparação – Sensibilização

A Comissão Própria de Avaliação se responsabilizará pela preparação de todos os atores envolvidos no processo, sejam eles avaliadores ou avaliados, ou ainda, participantes de alguma forma da comunidade. Portanto, poderá estar prevista a organização do trabalho em sub-grupos, designados pela CPA, para algum fim específico, visando maior agilidade de processos e maior produtividade da própria comissão.

 

Os grupos a serem avaliados (dos docentes, dos discentes e dos técnico-administrativos) receberão convite preferencial para o primeiro seminário elucidativo em torno do tema Avaliação Institucional. As atividades que se seguem serão definidas em calendário e servirão como oficinas de trabalho, compondo a Semana de sugestões sobre o tema Avaliação Institucional e mais especificamente sobre a Auto-avaliação. Durante esta semana a CPA receberá sugestões e dirimirá as dúvidas em torno do tema. Todos os participantes poderão discutir e refletir sobre as atividades, datas e formas de operacionalização. Será incentivada a participação de todos e trabalhar-se-á na perspectiva de atingir a todos os grupos pela forma de representatividade.

 

A partir desta fase, a CPA convidará membros interessados no suporte as atividades de avaliação. Pensa-se neste momento em sub-grupos de Comunicação, Coleta de Dados, Apoio Tecnológico e Operacional, Informações Institucionais e Documentos Oficiais e Planos de Ação.

 

Após os debates e divisão de tarefas, será possível levantar os custos detalhados das atividades, respeitada a ordem de grandeza prevista em orçamento, e proceder registro a fim de que possa ser utilizado como referência neste e nos próximos ciclos de avaliação.

 

A sensibilização deverá estar presente tanto nos momentos iniciais quanto na continuidade das ações avaliativas, pois sempre haverá sujeitos novos iniciando sua participação no processo: sejam estudantes, sejam membros do corpo docente ou técnico-administrativo.

 

Comunicação

O Relatório Final objetiva formalizar o processo de comunicação dos resultados da avaliação ao dirigente máximo da instituição e, ainda, consolida uma das atribuições da CPA, conforme definição do SINAES/MEC, que é a prestação das informações do processo de avaliação interno da instituição, solicitada pelo INEP.

 

Todo processo de avaliação revestido de responsabilidade social, ética e postura educativa com objetivo formativo necessita ser apresentado como forma de retro-alimentação ou feed-back aos que dele participaram ativamente e aos que de alguma forma são, ou serão atingidos direta ou indiretamente. A retro-alimentação ou feed-back consiste em definir as estratégias de comunicação, ou seja, definir forma de linguagem e apresentação, dinâmica, data e local a serem utilizados para seu público alvo.

 

Poderá ser apresentado no site da instituição o Projeto de Avaliação Institucional como um todo, inclusive como forma de tornar público todo o seu esforço e empenho nesta atividade além de tornar transparente sua forma de atuação. A CPA deverá manter um canal sistemático nesse veículo. Várias formas de comunicação poderão ser acrescidas na fase de debates com os atores envolvidos, dentre as quais podem ser destacadas – circulares, cartazetes e murais entre outras.

 

A Análise do Conjunto de Práticas e Dinâmicas Institucionais

Se a avaliação é um processo que busca melhorar a qualidade, aumentar a e elevar a eficácia institucional, e a efetividade acadêmica e social, a avaliação educativa deve ser conseqüentemente um processo democrático, reflexivo e participativo. A obtenção de informações deve gerar reflexões indutoras da melhoria da qualidade acadêmica. Este processo de análise e reflexão deverá ser desenvolvido sob os princípios da prática social, de legitimidade, credibilidade, ética, flexibilidade, continuidade e respeito à identidade institucional.

 

Essa análise, de caráter interpretativo, deverá transcender o conhecimento de números alcançados e refletir a vontade de transformação qualitativa da realidade estudada. Deverá conter informações pertinentes, consistentes e detalhadas das análises qualitativas e quantitativas e um profundo entendimento delas e ainda, sugestões a fim de subsidiar novas tomadas de decisão rumo aos novos desafios institucionais.

 

É importante que o Relatório Final seja capaz de incorporar, quando estiverem disponíveis, os resultados da avaliação de cursos e de desempenho de estudantes.

 

Meta-avaliação

De modo especial, cada novo ciclo avaliativo deve levar em conta os acertos e eventuais falhas ou problemas do processo anterior.

 

A meta-avaliação ou balanço crítico, entendida como atitude e prática de contínua reflexão sobre o processo avaliativo, fornecerá as bases para os novos processos de avaliação.

 

A partir das reflexões e registros da CPA cada nova fase da avaliação se pautará em torno da eventual problemática apresentada, buscando sua superação.

 

Relatório Final da auto-avaliação

Com base nesse roteiro de análise e considerando criticamente todos os instrumentos que constituem articuladamente a auto-avaliação, em suas dimensões interna, externa e de re-avaliação, será preparado um detalhado e criterioso relatório.

 

Este relatório deve fazer um amplo balanço crítico de todos os aspectos avaliados, consolidar objetivamente as informações relevantes, organizar todos os dados significativos e emitir os juízos de valor, resultantes das análises e debates realizados pela comunidade, sobre as suas atividades, situações, condições de processo e produtos, enfim, sobre todos os aspectos avaliados. O relatório, depois de passar por discussões nas diversas instâncias internas e externas da avaliação, deve ser formalmente aprovado pelo colegiado superior da instituição e oficialmente encaminhado à Comissão Nacional de Avaliação, do MEC.

 

Metodologia da Avaliação

A metodologia, prioritariamente, utiliza instrumentos balizados em uma concepção político-filosófica em função de seus valores, visando à compreensão de alguns fenômenos que ocorrem no ambiente educacional.

 

A ideologia que a sustenta transcende o mero desempenho, embora o processo desenvolvido pela instituição não se furte dele, mas valoriza a reflexão conjunta no esforço de identificar em cada dimensão vários de seus aspectos e, enaltece, num exercício intra-comparativo que deve ser realizado periodicamente, os coeficientes de evolução encontrados na comunidade educativa.

 

Para atender à complexidade envolvida, a escolha metodológica recai em um exercício de complementaridade, combinando a avaliação quantitativa e a qualitativa.

Relatório CPA

RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2021

I. DADOS DA INSTITUIÇÃO

Nome/ Código da IES – INSTITUTO OCTÓGNO-FACULDADE PENTÁGONO – 1387
Caracterização da IES: Particular, com fins lucrativos, Faculdade.
Estado: São Paulo Município: Santo André

 

Composição da CPA

Nome Segmento que representa
Prof.Dr. Valderlei Furtado Leite Coordenador da CPA
Profa. Nadir Gomes Pereira do Lago Pesquisadora Institucional
Eng. Luiz Carlos Rossini Sociedade Civil Organizada
Prof. Me. Claudinei Martins Representante Corpo Docente
Jane Cecília Perfi Gomes Representante Técnico Administrativo
Bruno Arnaldo Representante Discente

Período de mandato da CPA – 2020 / 2022
Ato de designação da CPA – 27/01/2016
Alteração parcial comissão – 18/12/2018

II – CONSIDERAÇÕES INICIAIS

O presente documento apresenta o Relatório da autoavaliação do INSTITUTO
OCTÓGNO-FACULDADE PENTÁGONO 2021, atendendo às indicações feitas a esta unidade
pelo SINAES e INEP/MEC, conforme orientações do Roteiro de Autoavaliação Institucional e
das Diretrizes para a Avaliação das Instituições de Educação Superior, de acordo com a missão
e objetivos do IES.

Os métodos utilizados para avaliação e condução das ações de melhorias da comunidade
acadêmica se deram por meio de reuniões com membros da comissão, relatos de membros da

comunidade, ouvidoria e por intermédio de pesquisa realizada por questões respondidas por
membros da comunidade acadêmica, detalhada no item VII deste relatório.
Todas as ações são conduzidas aos representantes e gestores para ciência, priorização e
articulação.
Mesmo que uma ação é fechada, é verificada sua eficácia por período que satisfaça a maioria
dos representantes, nas reuniões de comissão.

III- Planejamento estratégico de autoavaliação

A autoavaliação institucional, gerida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA), tem como
principal objetivo produzir conhecimento acerca da realidade da IES, oferecendo subsídios para
a tomada de decisão a fim de que alcancemos sempre nossa missão e propósito.
O processo de avaliação institucional, coordenado pela CPA, em consonância com a legislação
vigente, está pautado nos seguintes objetivos:
I. produzir autoconhecimento que considere o conjunto de atividades e finalidades
cumpridas pela instituição;
II. identificar as causas dos seus problemas e deficiências;
III. confirmar e promover a manutenção das forças e potencialidades da IES;
IV. aumentar a consciência pedagógica e a capacidade profissional do corpo docente e
técnico-administrativo, na medida em que apresenta indicadores de seu desempenho,
estimulando-os a reflexão, análise e adoção de medidas de melhoria;
V. fortalecer as relações de cooperação entre os diversos atores institucionais;
VI. tornar mais efetiva a vinculação da instituição com a comunidade;
VII. possibilitar melhorias sistematizadas em todos os processos e procedimentos da IES.
O trabalho de autoavaliação realizado pela CPA abrange análise dos resultados de diversos
instrumentos, como análise das avaliações externas realizadas pelos órgãos reguladores,
análise dos processos internos, como acompanhamento dos objetivos e metas do PDI, análise
dos relatórios da Ouvidoria, Pentágono Carreiras, e, principalmente, o Sistema de Avaliação
Institucional, por meio do qual ocorre a participação de toda a comunidade acadêmica de forma
sistematizada.

No presente Relatório de Autoavaliação Institucional, apresentamos as informações parciais do
Ciclo Avaliativo 2020-2022 de acordo com o ano-base 2021. O Projeto de Autoavaliação
Institucional referente ao Ciclo Avaliativo 2020-2022 retrata integralmente o planejamento
estratégico para o presente período avaliativo

IV-Sensibilização

Tendo em vista a participação censitária no processo de autoavaliação, realizado com os
questionários online no sistema SEI, o processo de sensibilização divide-se em ações
contínuas de conscientização e ações prévias à aplicação. Assim, as ações durante todo o ano
letivo, na CPA envolvem toda a comunidade acadêmica: docentes, discentes e funcionários
técnico-administrativos, a fim de que todos tenham conhecimento do trabalho da CPA e
apropriem-se deste como parte importante do processo. Há incentivo à apropriação desse
processo como meio de expressão da comunidade acadêmica e retrato fiel da realidade da IES.
Especificamente no período prévio à aplicação, de agosto a setembro, as ações de
sensibilização são intensificadas, assim desenvolvemos as seguintes atividades:
– Reuniões com representantes de turma pela plataforma teams;
– Recados em salas de aula pela plataforma teams;
– Afixação de cartazes em fundo de tela na plataforma Teams;
– Reuniões com coordenadores e direção para apoio às atividades na IES.

V-Coleta de dados

A coleta de dados desenvolvida pelos questionários online, disponibilizados no portal do aluno-
Sistema SEI, são destinadas a discentes, docentes e funcionários administrativos. No ano de

2021, a aplicação ocorreu do dia 16 de outubro a 16 de novembro. Nesse período, os partícipes
acessaram o portal com login e senha e destinam um tempo médio de 15 minutos para
resposta aos questionários, atribuindo notas de 0 a 4 aos itens propostos.
A participação, o envolvimento e a conscientização de todos esses segmentos nesse processo
de autoavaliação é fundamental para a sua efetividade.

VI-Divulgação

A divulgação é o momento de retorno à comunidade acadêmica para demonstração da
realidade da IES e da importância de participação desta a cada ano, a CPA realiza abordagens
específicas para cada segmento representativo, a saber:

• Reunião com Direção, Coordenadores de Cursos e Gestores de Setores para análise
dos resultados.
• Reunião com líderes de turma para apresentação dos resultados da autoavaliação, bem
como oitiva da percepção dos alunos.
• Apresentação dos resultados aos docentes e técnico-administrativo, momento de
discussões e troca de ideias.
• Disponibilização de extrato com os resultados da avaliação interna em meios eletrônicos
e digitais que favoreçam a aproximação com a comunidade acadêmica e externa.
• Apresentação dos resultados em cartazes/banners nos demais murais da IES.
Nessa etapa, o principal objetivo é garantir que a comunidade acadêmica se sinta partícipe e
envolvida na autoavaliação institucional e não apenas alguém que é convidado a responder a
um questionário em determinado período do ano.
Os resultados são divulgados e apropriados pelos docentes por meio de reuniões da
coordenação de curso. Nelas, há tratativa acerca de resultados gerais do desempenho da
docência. Há também encontros com as lideranças internas (Diretoria, Coordenações de
Cursos, Representantes de Turmas e os integrantes da CPA), conforme cronograma da CPA
ou sempre que necessário.
O gestor é orientado a envolver-se em discussões sobre os resultados da avaliação de maneira
colaborativa e contínua, em uma conversa aberta e transparente com sua equipe, para iniciar
uma cultura focada no melhoramento.

VII-Avaliações Externas

Ainda, para uma análise que contribua com o nosso processo de autoavaliação, a Faculdade
Pentágono- FAPEN utiliza-se dos resultados dos processos avaliativos externos de

responsabilidade do Ministério da Educação por meio do Instituto Nacional de Estudos e
Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Os resultados dessas avaliações possibilitam traçar
um panorama da qualidade dos cursos e da instituição. Assim, eles são utilizados para
verificarmos a eficácia e a efetividade dos serviços educacionais ofertados.
A avaliação realizada pelo SINAES subsidia processos de regulação, que compreendem atos
autorizativos (credenciamento, autorização e reconhecimento de cursos) e atos regulatórios
(recredenciamento e renovação de reconhecimento de cursos). As avaliações de curso
referem-se aos processos de autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento de
cursos. Os avaliadores são designados pelo INEP e verificam as condições de oferta de acordo
com o Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação vigente. Com os resultados dessas
avaliações, geram-se o Conceito de Curso (CC) e o Conceito Preliminar de Curso (CC). Para
verificar o quanto a Instituição de Ensino Superior acrescentou ao aluno, há o Indicador de
Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD). O IDD, conforme o Portal
INEP, “busca mensurar o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes
concluintes, considerando seus desempenhos no ENADE e no ENEM, como medida proxy
(aproximação) das suas características de desenvolvimento ao ingressar no curso de
graduação avaliado”.
As avaliações institucionais compreendem os processos de credenciamento, recredenciamento
e transformação acadêmica. Os conceitos das avaliações são publicados com valor de 1 a 5,
em que 1 significa insatisfatório, e, a partir de 3, satisfatório. Esta instituição trabalha para que
os resultados das avaliações sejam sempre satisfatórios, e a CPA sempre os considera no
processo de autoavaliação da IES.
O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), realizado pelo MEC, avalia o
rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos
programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação. O exame é obrigatório
e há registro da regularidade do estudante no histórico. A periodicidade máxima da avaliação é
trienal para cada área do conhecimento.

 

Índices Institucionais
Conceito
Índice Geral de Cursos – IGC  4

 

Conceito Institucional – CI  4

Fonte: e-MEC, 2018. 

CURSO ÍNDICES DE CURSOS
ENADE

Conceito  

Preliminar de  

Curso (CPC)

Conceito de  

Curso (CC)

Indicador de Diferença  entre os Desempenhos  Observado e Esperado  (IDD)
Administração  4
CST em  Logística  –  4

CST em  Recursos  

Humanos

–  –  4

Ciências  

Contábeis 

–  –  3 4
Engenharia de  Produção  –  – 

 

VIII- DESENVOLVIMENTO 

Para o presente relatório parcial, relativo ao Ciclo 2018-2020, ano-base 2020, a CPA procedeu  à análise dos processos avaliativos com base em cada uma das dez dimensões do SINAES  dispostos nos cinco Eixos a seguir: O Eixo 1 – Planejamento e Avaliação Institucional contempla  a Dimensão 8: Planejamento e Avaliação, propondo articulação entre ambos e oferecendo um  panorama dos processos realizados durante esses anos. O Eixo 2 – Desenvolvimento  Institucional abrange a Dimensão 1 – Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional e a  Dimensão 3 – Responsabilidade Social da Instituição, contemplando assim tanto as ações de  responsabilidade social desenvolvidas nesta IES, quanto a missão, bem como implementação e  acompanhamento do PDI. Com isso, podemos analisar o impacto social da Instituição. O Eixo 3  – Políticas Acadêmicas considera as seguintes dimensões: Dimensão 2 – Políticas para o  Ensino, a Pesquisa e a Extensão, Dimensão 4 – Comunicação com a Sociedade e Dimensão 9 – Política de Atendimento aos Discentes, que sintetizam as diretrizes acadêmicas, além dos  mecanismos de comunicação com a comunidade acadêmica e a sociedade civil. O Eixo 4 – Políticas de Gestão contempla a Dimensão 5 – Políticas de Pessoal, a Dimensão 6 – 

Organização e Gestão da Instituição e a Dimensão 10 – Sustentabilidade Financeira, que, em  suma, avaliam o acompanhamento e a efetivação das políticas de pessoal, de processos e de 

sustentabilidade. Por fim, o Eixo 5 – Infraestrutura Física abrange a Dimensão 7 – Infraestrutura  Física, que avalia a adequação dos espaços físicos da IES às atividades acadêmicas quanto a  sua quantidade e qualidade. 

IX- Instrumentos complementares 

Tendo em vista a abrangência do processo de autoavaliação, além dos dados da avaliação  institucional, a CPA utiliza-se também dos dados emanados pela Ouvidoria, canal que  possibilita a comunicação da Instituição com a comunidade interna e a externa.  Por meio da Ouvidoria, recebemos manifestações dos solicitantes referentes aos serviços  ofertados. Nas demandas, podem-se registrar sugestões, críticas, elogios, denúncias ou  reclamações. Esses dados são encaminhados para o setor responsável pela resposta ao  solicitante e, posteriormente, mensurados com vistas a produzir subsídios para as ações de  aprimoramento permanente da Instituição. O acionamento da Ouvidoria por parte do  interessado em registrar sua manifestação se dá por meio de formulário online, disponibilizado  no site, ou pessoalmente em contato com a pesquisadora institucional Nadir Gomes do Lago. O  prazo de resposta é de até 7 dias úteis para responder aos contatos recebidos pelo canal  eletrônico. 

Além dos processos de avaliação destinados à verificação e participação da comunidade  acadêmica, o acompanhamento dos egressos é possibilitado pelo Pentágono Carreiras, que  integra a política de empregabilidade da IES. Por meio do acesso a esse projeto, o ex-aluno  pode continuar fazendo parte da vida da instituição, além de conhecer as possibilidades de  continuação de seus estudos, com a oferta de cursos livres e pós-graduação. As pesquisas de  empregabilidade, ao abranger também ex-alunos, permitem que, por meio de relatórios,  possamos conhecer a evolução do desempenho dos alunos em suas carreiras e, assim,  entender os efeitos da formação superior sobre suas vidas, retroalimentando as decisões no  âmbito da IES. 

  1. CURSOS OFERTADOS:
  2. a) ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, CST EM RH E CST EM  LOGÍSTICA e ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. 
  3. CORPO DISCENTE 

Em 2021 a Faculdade possuía 234 alunos matriculados nos cursos de ADMINISTRAÇÃO DE  EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS, CST EM RH, CST EM LOGÍSTICA E ENGENHARIA DE PRODUÇÃO no primeiro e segundo semestre. 

XII. CORPO DOCENTE 

Dentre os 46 docentes efetivos, classificam-se em 22 especialistas, 20 mestres e 04 doutores, todos com currículos disponíveis e acessíveis na plataforma Lattes. O percentual de 100% de docentes efetivos demonstrou ótimo nível dos cursos oferecidos, o  que vai ser refletido na produção acadêmica e intelectual desses docentes.  

XIII. CORPO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO 

Atualmente, a Faculdade conta com os seguintes funcionários: 

Assistente de Administração: 09 

Pesquisador Institucional: 01 

Bibliotecário: 01 

Auxiliar de Biblioteca: 01 

Assistente Jurídico: 01 

Contínuo: 01 

Porteiro: 03 

Apoio psicopedagógico: 02 

Telefonista: 02

Técnico em Assuntos Educacionais: 02 

Técnico de Laboratório: 06 

Gerente de Laboratório: 02 

Coordenador de Laboratório: 01 

  Total 32 

XIV – RESUMO DAS AÇÕES CONDUZIDAS 

A Faculdade disponibilizou uma pesquisa, disponível em formulário eletrônico no Sistema SEI elaborado pela comissão da CPA, para que a comunidade (aluno, professores, funcionários e  comunidade), pudessem expressar suas principais necessidades.  

As avaliações descritas nesta pesquisa forneceram dados para melhoria e continuidade do  relacionamento existente na instituição de ensino em geral e, na Faculdade em particular. Os gráficos para monitoramento nos ajudam a medir o desempenho e indicar pontos fortes, oportunidades de melhoria e principalmente pontos fracos. 

Participaram da pesquisa, 164 alunos, 32 funcionários e 46 professores, envolvendo o  INSTITUTO OCTÓGNO-FACULDADE PENTÁGONO.  

XV-RESULTADOS PARA ANÁLISE CRÍTICA

Apontamentos realizados pelos estudantes de ADMINISTRAÇÃO 

1) De uma forma geral, os professores de seu curso (série e módulo) mantém bom  relacionamento com sua turma? 

2) De um modo geral, os serviços oferecidos pelos diversos setores da instituição  atendem às suas necessidades?

3) De um modo geral, você considera que o curso está atingindo as suas  expectativas? 

4) Há adequações dos laboratórios, oficinas, áreas de convivências, salas ambientes  e de aula para o melhor desenvolvimento das atividades?

5) Há informações sobre as alternativas oferecidas pela instituição para os  estudantes que enfrentam dificuldades financeiras? 

6) Há preocupação com o acompanhamento dos estudantes que apresentam  dificuldades no acompanhamento do curso?

7) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a escrever para desenvolver a  capacidade de comunicação? 

8) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a ler para compreender os  

conteúdos das disciplinas?

9) No seu curso você recebe orientações de seus professores e desenvolve  atividades que necessitem de uso de internet, biblioteca? 

10)Os níveis de exigência de seus professores em exercícios, trabalhos, relatórios e  prazos, estão adequados para sua formação?

11)Os professores de seu curso (série ou módulo) dão atendimento adequado aos  estudantes? 

12)Os professores do seu curso (série ou módulo) demonstram ter boa formação e  atualização?

13)Seus Colegas de turma facilitam a possibilidade de seu desenvolvimento  profissional? 

14)Seus professores utilizam metodologias e recursos diversificados para facilitar a  

aprendizagem dos estudantes?

15)Você considera que, efetivamente, sua postura em classe facilita sua  aprendizagem? 

16)Você Considera ter os pré-requisitos necessários para acompanhar o  desenvolvimento do curso? 

17)Você recebe material ou informações sobre a missão, crença, visão e valores  institucionais? 

18)A instituição oferece oportunidade para visitas externas ou recebe profissionais de  fora para seu enriquecimento educacional?

19)As ações institucionais de comunicação com a comunidade (pela internet, por  boletim, avisos, entre outros) são claras e objetivas)? 

20)As avaliações (provas) são diversificadas e adequadas aos objetivos de seu  curso?

21)As disciplinas que compõem o seu curso (série ou módulo) ajudam em sua  formação? 

22)Com relação a sua postura em classe, você acha que ela facilita a aprendizagem de  seus colegas?

23)A escola promove medidas sanitárias de acordo com os protocolos de Segurança  órgãos oficiais de saúde?

24)Como você classifica a qualidade das aulas apresentada pelos docentes durantes a  pandemia? 

25)Os seus professores comparecem às aulas on-line com assiduidade?22 

26) Os professores Incentivam a participação dos alunos durante a aula on-line?

27) A instituição oferece suporte para as aulas remotas? 

28) O coordenador de curso auxilia e acompanha as atividades remotas?

29) A instituição disponibiliza material didático (material de vídeo, de texto, de áudio,  aulas gravadas) de forma organizada para acompanhamento da disciplina?24 

Apontamentos realizados pelos estudantes do CST em LOGÍSTICA 

1) De uma forma geral, os professores de seu curso (série e módulo) mantém bom  relacionamento com sua turma? 

2) De um modo geral, os serviços oferecidos pelos diversos setores da instituição  atendem às suas necessidades?

3) De um modo geral, você considera que o curso está atingindo as suas  expectativas? 

4) Há adequações dos laboratórios, oficinas, áreas de convivências, salas ambientes  e de aula para o melhor desenvolvimento das atividades?

5) Há informações sobre as alternativas oferecidas pela instituição para os  estudantes que enfrentam dificuldades financeiras? 

6) Há preocupação com o acompanhamento dos estudantes que apresentam  dificuldades no acompanhamento do curso?

7) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a escrever para desenvolver a  capacidade de comunicação? 

8) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a ler para compreender os  conteúdos das disciplinas?

9) No seu curso você recebe orientações de seus professores e desenvolve  atividades que necessitem de uso de internet, biblioteca? 

10) Os níveis de exigência de seus professores em exercícios, trabalhos, relatórios e  prazos, estão adequados para sua formação?

11) Os professores de seu curso (série ou módulo) dão atendimento adequado aos  estudantes? 

12) Os professores do seu curso (série ou módulo) demonstram ter boa formação e  atualização?

13) Seus Colegas de turma facilitam a possibilidade de seu desenvolvimento  profissional? 

14) Seus professores utilizam metodologias e recursos diversificados para facilitar a  aprendizagem dos estudantes?

15) Você considera que, efetivamente, sua postura em classe facilita sua  aprendizagem? 

16) Você Considera ter os pré-requisitos necessários para acompanhar o  desenvolvimento do curso?

17) Você recebe material ou informações sobre a missão, crença, visão e valores  institucionais? 

18) A instituição oferece oportunidade para visitas externas ou recebe profissionais de  fora para seu enriquecimento educacional?

19) As ações institucionais de comunicação com a comunidade (pela internet, por  boletim, avisos, entre outros) são claras e objetivas)? 

20) As avaliações (provas) são diversificadas e adequadas aos objetivos de seu  curso?

21) As disciplinas que compõem o seu curso (série ou módulo) ajudam em sua  formação? 

22) Com relação a sua postura em classe, você acha que ela facilita a aprendizagem de  seus colegas?

23)A escola promove medidas sanitárias de acordo com os protocolos de Segurança  órgãos oficiais de saúde? 

24) Como você classifica a qualidade das aulas apresentada pelos docentes durantes a  pandemia?

25) Os seus professores comparecem às aulas on-line com assiduidade? 26) Os professores Incentivam a participação dos alunos durante a aula on-line?

27) A instituição oferece suporte para as aulas remotas? 

28) O coordenador de curso auxilia e acompanha as atividades remotas? 

29) A instituição disponibiliza material didático (material de vídeo, de texto, de áudio,  aulas gravadas) de forma organizada para acompanhamento da disciplina?39 

Apontamentos realizados pelos estudantes do CST em RH 

1) De uma forma geral, os professores de seu curso (série e módulo) mantém bom  relacionamento com sua turma? 

2) De um modo geral, os serviços oferecidos pelos diversos setores da instituição  atendem às suas necessidades? 

3) De um modo geral, você considera que o curso está atingindo as suas  expectativas? 

4) Há adequações dos laboratórios, oficinas, áreas de convivências, salas ambientes  e de aula para o melhor desenvolvimento das atividades?

5) Há informações sobre as alternativas oferecidas pela instituição para os  estudantes que enfrentam dificuldades financeiras? 

6) Há preocupação com o acompanhamento dos estudantes que apresentam  dificuldades no acompanhamento do curso?

7) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a escrever para desenvolver a  capacidade de comunicação? 

8) o seu curso, durante as aulas, você é obrigado a ler para compreender os  conteúdos das disciplinas?

9) No seu curso você recebe orientações de seus professores e desenvolve  atividades que necessitem de uso de internet, biblioteca? 

10) Os níveis de exigência de seus professores em exercícios, trabalhos, relatórios e  prazos, estão adequados para sua formação?

11) Os professores de seu curso (série ou módulo) dão atendimento adequado aos  estudantes? 

12) Os professores do seu curso (série ou módulo) demonstram ter boa formação e  atualização?

13) Seus Colegas de turma facilitam a possibilidade de seu desenvolvimento  profissional? 

14) Seus professores utilizam metodologias e recursos diversificados para facilitar a  aprendizagem dos estudantes?

15) Você considera que, efetivamente, sua postura em classe facilita sua  aprendizagem? 

16) Você Considera ter os pré-requisitos necessários para acompanhar o  desenvolvimento do curso?

17) Você recebe material ou informações sobre a missão, crença, visão e valores  institucionais? 

18) A instituição oferece oportunidade para visitas externas ou recebe profissionais de  fora para seu enriquecimento educacional?

19) As ações institucionais de comunicação com a comunidade (pela internet, por  boletim, avisos, entre outros) são claras e objetivas)? 

20) As avaliações (provas) são diversificadas e adequadas aos objetivos de seu  curso?

21) As disciplinas que compõem o seu curso (série ou módulo) ajudam em sua  formação? 

22)Com relação a sua postura em classe, você acha que ela facilita a aprendizagem de  seus colegas?

23)A escola promove medidas sanitárias de acordo com os protocolos de Segurança  órgãos oficiais de saúde?

24) Como você classifica a qualidade das aulas apresentada pelos docentes durantes a  pandemia? 

25) Os seus professores comparecem às aulas on-line com assiduidade? 26) Os professores Incentivam a participação dos alunos durante a aula on-line?

27) A instituição oferece suporte para as aulas remotas? 

28) O coordenador de curso auxilia e acompanha as atividades remotas?

29) A instituição disponibiliza material didático (material de vídeo, de texto, de áudio,  aulas gravadas) de forma organizada para acompanhamento da disciplina?54 

Apontamentos realizados pelos estudantes de CIÊNCIAS CONTÁBEIS 

1) De uma forma geral, os professores de seu curso (série e módulo) mantém bom  relacionamento com sua turma? 

2) De um modo geral, os serviços oferecidos pelos diversos setores da instituição  atendem às suas necessidades?

3) De um modo geral, você considera que o curso está atingindo as suas  expectativas? 

4) Há adequações dos laboratórios, oficinas, áreas de convivências, salas ambientes  e de aula para o melhor desenvolvimento das atividades?

5) Há informações sobre as alternativas oferecidas pela instituição para os  estudantes que enfrentam dificuldades financeiras? 

6) Há preocupação com o acompanhamento dos estudantes que apresentam  dificuldades no acompanhamento do curso?

7) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a escrever para desenvolver a  capacidade de comunicação? 

8) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a ler para compreender os  conteúdos das disciplinas?

9) No seu curso você recebe orientações de seus professores e desenvolve  atividades que necessitem de uso de internet, biblioteca? 

10) Os níveis de exigência de seus professores em exercícios, trabalhos, relatórios e  prazos, estão adequados para sua formação?

11) Os professores de seu curso (série ou módulo) dão atendimento adequado aos  estudantes? 

12) Os professores do seu curso (série ou módulo) demonstram ter boa formação e  atualização?

13) Seus Colegas de turma facilitam a possibilidade de seu desenvolvimento  profissional? 

14) Seus professores utilizam metodologias e recursos diversificados para facilitar a  aprendizagem dos estudantes?

15) Você considera que, efetivamente, sua postura em classe facilita sua  aprendizagem? 

16) Você Considera ter os pré-requisitos necessários para acompanhar o  desenvolvimento do curso?

17) Você recebe material ou informações sobre a missão, crença, visão e valores  institucionais? 

18) A instituição oferece oportunidade para visitas externas ou recebe profissionais de  fora para seu enriquecimento educacional?

19) As ações institucionais de comunicação com a comunidade (pela internet, por  boletim, avisos, entre outros) são claras e objetivas)? 

20) As avaliações (provas) são diversificadas e adequadas aos objetivos de seu  curso?

21) As disciplinas que compõem o seu curso (série ou módulo) ajudam em sua  formação? 

22)Com relação a sua postura em classe, você acha que ela facilita a aprendizagem de  seus colegas?

23) A escola promove medidas sanitárias de acordo com os protocolos de Segurança  órgãos oficiais de saúde?

24) Como você classifica a qualidade das aulas apresentada pelos docentes durantes a  pandemia? 

25) Os seus professores comparecem às aulas on-line com assiduidade? 26) Os professores Incentivam a participação dos alunos durante a aula on-line?

27) A instituição oferece suporte para as aulas remotas? 

28) O coordenador de curso auxilia e acompanha as atividades remotas?

29) A instituição disponibiliza material didático (material de vídeo, de texto, de áudio,  aulas gravadas) de forma organizada para acompanhamento da disciplina?

Apontamentos realizados pelos estudantes de Engenharia de Produção 

1) De uma forma geral, os professores de seu curso (série e módulo) mantém bom  relacionamento com sua turma? 

2) De um modo geral, os serviços oferecidos pelos diversos setores da instituição  atendem às suas necessidades?

3) De um modo geral, você considera que o curso está atingindo as suas  expectativas? 

4) Há adequações dos laboratórios, oficinas, áreas de convivências, salas ambientes  e de aula para o melhor desenvolvimento das atividades?

5) Há informações sobre as alternativas oferecidas pela instituição para os  estudantes que enfrentam dificuldades financeiras? 

6) Há preocupação com o acompanhamento dos estudantes que apresentam  dificuldades no acompanhamento do curso?

7) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a escrever para desenvolver a  capacidade de comunicação? 

8) No seu curso, durante as aulas, você é obrigado a ler para compreender os  conteúdos das disciplinas?

9) No seu curso você recebe orientações de seus professores e desenvolve  atividades que necessitem de uso de internet, biblioteca? 

10) Os níveis de exigência de seus professores em exercícios, trabalhos, relatórios e  prazos, estão adequados para sua formação?

11) Os professores de seu curso (série ou módulo) dão atendimento adequado aos  estudantes? 

12) Os professores do seu curso (série ou módulo) demonstram ter boa formação e  atualização?

13) Seus Colegas de turma facilitam a possibilidade de seu desenvolvimento  profissional? 

14) Seus professores utilizam metodologias e recursos diversificados para facilitar a  aprendizagem dos estudantes?

15) Você considera que, efetivamente, sua postura em classe facilita sua  aprendizagem?

16) Você Considera ter os pré-requisitos necessários para acompanhar o  desenvolvimento do curso? 

17) Você recebe material ou informações sobre a missão, crença, visão e valores  institucionais? 

18) A instituição oferece oportunidade para visitas externas ou recebe profissionais de  fora para seu enriquecimento educacional?

19) As ações institucionais de comunicação com a comunidade (pela internet, por  boletim, avisos, entre outros) são claras e objetivas)? 

20) As avaliações (provas) são diversificadas e adequadas aos objetivos de seu  curso?

21) As disciplinas que compõem o seu curso (série ou módulo) ajudam em sua  formação? 

22) Com relação a sua postura em classe, você acha que ela facilita a aprendizagem de  seus colegas?